sexta-feira, 26 de outubro de 2007

"As Chamas da Ira!", estrelando Nasi

"Espertos rondam o homem, um tipo comum, tesouros pros jornais sem limite algum... Um bom homem mal... "

Virou enredo de suspense mequetrefe do Super Cine.

No mês passado, após muito blábláblá, negativas e tudo mais, os boatos não se confirmaram, já que era verdade: Nasi se despedia, após 26 anos de estrada, do posto de vocalista do Ira!.

O conjunto, agora um trio, logo anunciou que a banda não acabava com essa baixa, já que "ficar ou sair é uma decisão de foro íntimo, mas é uma decisão absolutamente individual, e a continuação do grupo é uma decisão coletiva" (comunicado à imprensa).

Os integrantes já entraram com um processo na justiça contra o ex-parceiro, a fim de romper todo e qualquer vínculo trabalhista com o músico.

A briga motivadora da separação, segundo a versão do cantor, registrado como Marcos Valadão Rodolfo (bem mexicano), teve ares de novela das oito.

Após uma discussão ferrenha com o empresário de seu ex-conjunto, teria sofrido uma tentativa de assassinato. Seu oponente portaria uma faca, e teria o agredido.

"Infelizmente esse lixo humano é meu irmão e tentou montar um enredo à Janet Clair para me prejudicar". Isso mesmo, o empresário, Airton Valadão Rodolfo Junior, é irmão de Nasi.


Tem mais.

Seu pai, Airton Valadão Rodolfo, pediu nessa sexta-feira (26) a interdição de nosso personagem central na Justiça.

Dia 21 de novembro ocorre a primeira sessão referente ao embrólio.

Por se tratar de uma disputa familiar, o Poder Judiciário se nega a divulgar as causas alegadas pelo Valadão Pai.

Tudo muito estranho, muito confuso, muito MUITO.

Nasi, com seu estilo Wolverine/cafona e bonachão, sempre pareceu ser boa gente, visitando inclusive programas esportivos, são-paulino fanático que é, amante inteligente de futebol.

Os apresentadores dos programas que freqüenta sempre deixam clara a sua admiração pelo caráter do cara.

Mas sempre houveram fofocas sobre a sua relação íntima com o conhaque.

O grupo sempre transpareceu certa harmonia.

Mas sempre existiu um certo conflito de vaidades entre Nasi e Edgar Scandurra, brilhante guitarrista e esporádico vocalista da banda, que agora deve assumir de vez o cargo.

Da família Valadão nunca se ouviu nada.

A história já é um caos.

IRA!

Bom, aguardemos qualquer "blábláblá, negativas e tudo mais", para saber o que de fato aconteceu e quem é mocinho ou bandido nessa história.

7 comentários:

bernardo disse...

nao da pra saber de nada... assim como todas as tretas de banda!! a do rappa, ngm sabe ao certo o q aconteceu!! nao gosto do ira, mas eh triste ver q acabou uma banda de tantos anos!!!

Patrícia Schiaveto disse...

Tendo em vista que eu não gosto da banda, diria que não faz diferença nenhuma a separação ou não dos membros dela...

Porém, lendo o que aconteceu,posso dizer que a história além de enrolada é, no mínimo, estranha!
Vamos esperar pra ver o que acontece...

Bjinhus mininos...

Bruno disse...

Temos que esperar pra descobrir o que acontecerá nessa trama...será que Nazi sairá desta enrascada? Será que está envolvido em um esquema de sua familia? São muitas intrigas nesta história...
Como vc já disse, bem mexicano...

O que aconteceu com o rappa? Faz um tempo que não vejo nada dos caras.

GoDz disse...

Mano, eu nunca gostei muito do Nasi, mas que ele é igual o Wolverine ele é...

Abraços meu velho!

GoDz disse...

Na verdade, eu gosto dele...
mas mesmo assim ele continua igual o Wolverine...

Anônimo disse...

SE NAO GOSTA DO NASI.. MEU DEIXA PRA QUEM GOSTA.. E TODOS QUE CURTEM O IRA.. CURTEM O NASI

Anônimo disse...

Eu so "curto" ira por causa do nasi agora ja era.
O nasi e 100% otimo eu espero que ele saia dessa.